Olhar para dentro

Silenciando e despertando a consciência coletiva
30 de outubro de 2017

Olhar para dentro

Renunciar às crenças, as formações mentais, enfrentando seus medos e confiar que o coração é o imperador do nosso governo interno, contribui para lidarmos com conflitos e angústias que enfrentamos ao longo da jornada.

O CORAÇÃO sabe qual o melhor caminho a seguir. Ele tem discernimento e só fica confuso e a deriva, por causa das emoções que tentamos reprimir ou acumular em nosso sistema.

Situações vindas tanto do externo quanto do interno, mobilizam as cinco emoções principais: RAIVA, MEDO, ALEGRIA, PREOCUPAÇÃO E TRISTEZA. Evitar entrar em contato com elas pela resistência ou narcotização, fingindo o que não estamos sentindo, desorganiza o fluxo das nossas energias podendo gerar, enfermidades físicas ou psíquicas. É natural experimentar a oscilação das emoções diante de situações difíceis, como também, é natural restaurar o equilíbrio dessas emoções.

Recolher-se nos momentos em que somos desafiados por situações que provocam o aumento de qualquer uma dessas emoções, nos ajuda perceber a situação pela qual estamos passando, evitando assim, responsabilizarmos os outros pelos conflitos que vivemos.

Relacionamentos, sejam eles familiares, afetivos, sociais ou profissionais sempre nos trazem desafios de crescimento que geralmente são resolvidos através de diálogo e reflexão, porém, relacionamentos que corrompem nossos valores e princípios, são abusivos e só existem com a nossa permissão. Quando uma relação desperta em nós em dose excessiva qualquer uma dessas emoções, devemos ficar atentos e buscar acessar a raiz da questão.

O recolhimento nos desperta para autorresponsabilidade e para a descoberta de que a cura de processos físicos e emocionais estão dentro de nós.

A dor é inevitável, porém o sofrimento é opcional.

Se estiver passando por um momento desafiador, experimente voltar o seu olhar para dentro. Não busque respostas do lado de fora, respire, acalme o seu interior e faça perguntas ao seu coração.

TOME UM BANHO DE NATUREZA, MEDITE E LEMBRE DE QUEM VOCÊ É VERDADEIRAMENTE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *